http://medicinagenomica.com/curso-genetica-medica/online/
Búsqueda avanzada
Boton Buscador
Registrarse  /  Recordar Contraseña
eMail
Contraseña
Entrar
 Recordar datos de acceso
Síguenos en: Revista de neurología en Facebook Revista de neurología en Twitter Revista de neurología en Google+
Suplementos de Revista de neurología
Congresos de Revista de neurología
Destacamos
Noticias
La reposición de melatonina beneficiaría la función cognitiva y el sueño en la enfermedad de Alzheimer
Los niños con TDAH, más propensos a abusar de las drogas
Banner
Índice >> Revista de Neurología (Volumen 42  Suplemento 2) >> Perturbação por défice de atenção e hiperactividad...

Perturbação por défice de atenção e hiperactividade: factores etiológicos e endofenótipos imprimir
Revisión Castellano   English   Portugués
[REV NEUROL 2006;42 (Supl. 2):S9-S11] PMID: 16555224 - Revisión - Fecha de publicación: 13/02/2006
M.T. Ferrando-Lucas
Introdução. A perturbação por défice de atenção e hiperactividade (PDAH) constitui um dos motivos mais frequentes de consulta na prática diária. A distorção académica e social que se produz nos afectados tornou-a num pólo de investigação crescente e o avanço nas neurociências implica que a investigação contemple perspectivas muito amplas. Os aspectos genéticos, assim como os marcadores anatómicos e neurobioquímicos, são algumas das novas vias de investigação, que juntamente com uma abordagem neuropsicológica mais específica permitem um maior conhecimento da PDAH, que actualmente contempla factores genéticos, núcleos de perturbação cognitiva e presença de endofenótipos que expliquem a complexidade da sua semiologia. Desenvolvimento. Os défices cognitivos primários na PDAH parecem estar na base da perturbação, com especial atenção, tanto às funções executivas como à distorção da capacidade de inibir respostas. Por outro lado, relacionaram-se os factores anatómicos com o tipo e a gravidade da semiologia da perturbação, ainda que a dispersão de resultados e as descobertas genéticas que centram a sua atenção em alelos anómalos para os genes transportadores e receptores de dopamina apontem para uma maior complexidade da perturbação. Em suma, os diferentes factores etiológicos referidos relativamente à perturbação e à variabilidade semiológica da PDAH colocam-nos numa situação delicada, segundo a qual a determinação de endofenótipos poderia significar uma melhor sistematização de uma perturbação que ainda estamos longe de compreender em toda a sua amplitude na actualidade.
Pesquisa em PubMed
Por autor
Ferrando-Lucas MT
Por palavra chave
Attention deficit
Conduct disorders
Dopaminergic genes
Executive functions
Hyperactivity
Multi-modal approach
Neuropathology
Veja em PubMed
Este artigo
Artigos relacionados
Palavras chave:  Abordagem multimodal - Défice de atenção - Funções executivas - Hiperactividade - Neuropatologia - Perturbações de comportamento
        Añadir cita a su biblioteca
  Descargas: 3288
Clasificado en: Neurología de la conductaNeuropediatríaNeuropsiquiatría
Valoración media:   5   (1 votos)
0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10


Para poder participar en esta discusión debe estar registrado
Debe estar registrado para poder suscribirse a este seminario
Inicio de página
Inicio de página
Catalogo Viguera
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Revista Psicogeriatría
Revista Educación Médica
© Viguera Editores   Plaza Tetuan, 7 08010 Barcelona   Contacto  |  Privacidad   ISSN Edición Digital 1576-6578
Valid HTML 4.01 Transitional Última Actualización: 01/09/2014